Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Fruta mais Ácida

Lugar onde se vende toda, ou quase toda, a fruta com que a sociedade nos premeia. A fruta doce e a ácida estarão expostas à mistura com algum mel.

A Fruta mais Ácida

Lugar onde se vende toda, ou quase toda, a fruta com que a sociedade nos premeia. A fruta doce e a ácida estarão expostas à mistura com algum mel.

12
Fev19

Dia dos Namorados mais doce do que ácido

Manuel_AR

Namorados_Valentim.png

Alerta! Alerta, estejam! Vem aí o dia dos namorados(as), portanto, vamos lá gastar dinheiro a comprar umas coisitas para oferecer à sua ou ao seu. Se não têm dinheiro arranjem-no. Cravem-no, peçam emprestado, endividem-se, porque a vossa(o) namorada(o) merece. Eu, cá por mim, até aconselhava alguma coisa para vocês oferecerem inserindo aqui sugestões, ou melhor, ideias, dizer publicidade seria deselegante, mas este blog é pobrezinho e mesmo que eu sugerisse alguma coisa de marca aqui não pingava nada como retribuição, por isso amanhem-se ou vão àqueles blogs tão doces, tão doces que até arrepiam de prazer só de os ler e ver. São autênticos jardins das delícias…

Meus caros leitores e minhas caras leitoras, não lhes chamo docinhos da minha vida nem bombons porque isso poderia levar a más interpretações, o que eu lhes sugiro é que não deem como prenda à vossa namorada uns bofetões e uns pontapezitos, é que isto da violência sobre o sexo feminino está agreste! Atenção, isto é mais para eles do que para elas, embora algumas também sejam frescas… Não sigam o mandamento dum certo juiz que disse que se elas se portam mal então apedrejem-nas o que até a Bíblia o diz. Desculpem-me a transcrição da anormalidade das palavras do juiz que escreveu o acórdão, mas como este não é um blog de doçuras acho que mereço a desculpa. Escreveu então, no acórdão, esse douto senhor: “Ora, o adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade do homem. Sociedades existem em que a mulher adúltera é alvo de lapidação até à morte. Na Bíblia, podemos ler que a mulher adúltera deve ser punida com a morte. Ainda não foi há muito tempo que a lei penal [de 1886] punia com uma pena pouco mais que simbólica o homem que, achando a sua mulher em adultério, nesse ato a matasse”. Espero que não tenha sido alguém do sexo feminino que passou aquilo no computador porque senão teria ficado avariado com o vómito. Mais uma vez desculpem-me este desabafo, mas, como sabem, este é o blog da fruta mais ácida.

Vou suavizar com coisas boas e doces porque também tenho direito, de vez em quando, a um docito. Não haverá nada melhor, para ele e para ela, do que a demonstração de um sentimento de apego, ternura e afeição em vez de uma coisa com "pinta", mas sem graça. Podem crer! Uma flor, um gesto de carinho, valem mais e permanecem na memória mais do que uma prendinha muito cara, ou barata, que seja comprada por sugestões que não são mais do que publicidade encapotada que se dissipam ao longo do tempo. O afeto, esse, ficará para sempre. Esta saiu mais doce do que ácida e, por isso, por aqui fico. Sejam felizes!

Amanhã vou até à Beira Alta, a Viseu, passar uns diazitos, parece que por lá o frio terá abrandado. A ver vamos ou a sentir vamos, como dizia o outro, não sei que outro, mas também não interessa.

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub